Diário da Serra

Fruta exótica será pesquisada pela Unemat de Tangará da Serra

Lorraine Francisca Costa/ MT Horticultura 06/06/2019 Educação

Além de saborosa a fruta possui inúmeros benefícios para a saúde como: anti-inflamatória, anticancerígena e antioxidante

Educação

Nativa da Bolívia, o achachairu é uma fruta exótica utilizada como principal ingrediente na produção de doces, sorvetes e bebidas. A fruta também é conhecida como Fruta Da Bolívia e Fruta de Macaco e serve de alimento para animais que vive na mata. O achachairu tem a casca amarela quando está maduro e a polpa esbranquiçada, pouco maior que a jabuticaba. No Brasil, o cultivo e o consumo concentram-se nas regiões Norte e Nordeste.

A fruta não é encontrada com muita facilidade, cenário que o produtor Nilson Waldow, pretende mudar. Ele trouxe a semente para Tangará da Serra-MT em umas das viagens que fez para a Bolívia há dez anos e somente em 2019 começou a produzir mudas da planta. Hoje ele possui 700 mudas e pretende ampliar, pois entende como algo vantajoso. “A fruta é muito gostosa, não teve ninguém até hoje que experimentou e não gostou, o sabor é inexplicável”, conta.

Ele explica que sua irmã também possui um achachairuzeiro em casa, mas que muita gente não conhece a fruta. Ele entende que esse cultivo em escala comercial como uma nova opção para agricultores. “Talvez isso possa ser sucesso para os pequenos produtores e ajudar o município. Faço questão de doar algumas mudas e sementes para realização de pesquisas”, afirma.

Pesquisas- Nilson doou para o Programa de Extensão MT Horticultura duas mudas, que serão implantadas na área experimental de fruticultura da Unemat de Tangará da Serra, para a realização de pesquisas sobre esta espécie. Como conta o Prof. Dr. Willian Krause, coordenador do laboratório de fruticultura, “Vamos verificar o comportamento dessas mudas no campo e de acordo com os resultados, identificar se vale a pena investir neste cultivo aqui na região. A princípio percebemos que ela tem potencial é resistente a pragas e doenças. Desta forma entendemos que vale a pena ser estudada”, conta.

A fruta já é distribuída na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP), produzida na região nordeste e tem um grande potencial produtivo. O engenheiro Agrônomo Kelvin Shin-Iti Kabeya, da Secretaria Municipal de Agricultura Pecuária e Abastecimento de Tangará da Serra (SEAPA), explica quais as atividades pretende realizar antes de incentivar a produção na região.

Toda cultura para ser incentivada de modo comercial ela tem que passar por análises e estudos prévios. Uma das ideias iniciais é fazer unidades demonstrativas, onde em parceria com a SEAPA, Unemat e Empaer realize estudos, seja na parte agronômica, sanidade, produção e analises de custos”, afirma.

Propriedades- Além de saborosa a fruta tem inúmeras propriedades medicinais atraindo ainda mais o interesse das pessoas a consumi-la. O Achachairu é anti-inflamatório, anticancerígeno e antioxidante, benefícios que são  fundamentais para a saúde, especialmente de adultos. Como explica, Marco Antônio dos Santos Pereira, nutricionista. “A fruta possui uma grande quantidade de antocianinas um composto químico que retarda o envelhecimento das células funcionais do nosso organismo em especial a dos olhos e do intestino”, explica.

A casca do achachairu também é utilizada como antisséptico para ferimentos, pois possui propriedades cicatrizantes. “Eles secam a casca e trituram formando um pó, eles armazenam esse pó para tratar pequenos ferimentos, como: cortes e arranhões”, finaliza.

Notícias da editoria