Diário da Serra

Aula inaugural do curso de Letras da Unemat recebe indígenas de 20 etnias

Lucélia Andrade/Redação DS 26/02/2019 Educação

A Unesco considerou 2019, o ano internacional das línguas indígenas

Educação

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) campus de Tangará da Serra realizou na noite desta segunda-feira, 25, a aula inaugural do curso de Letras da instituição.

 

Marcaram presença professores e acadêmicos, incluindo 60 indígenas de várias etnias. Na oportunidade inclusive, foram realizadas apresentações culturais da etnia Xavante, com canto e dança tradicional.

 

A coordenadora do curso de Letras da Unemat de Tangará da Serra, professora Rejane Centurion, destacou que a proposta do evento foi integrar dois cursos em uma aula inaugural, sendo o de Letras de Tangará da Serra e o de Licenciatura Intercultural Indígena de Barra do Bugres.

 

Esse curso explica a professora,  está inserido na Universidade Indígena da Unemat que é a primeira do Brasil a formar professores específicos para atuar nas aldeias. “Então nossa ideia foi promover essa integração e dar a conhecer as ações da Faculdade Intercultural Indígena (Faind)”, disse a coordenadora,  frisando que com isso os alunos puderam ouvir em uma mesa redonda a professora doutora Mônica Cidele da Cruz, sobre as ações que desenvolve no estado.

 

A faculdade indígena atende 28 etnias em Mato Grosso e conforme Rejane  na noite de ontem [segunda-feira],  teve a participação de 20 representantes delas. “Foi uma noite muito especial, inclusive em um momento todas as etnias fizeram uma saudação em sua língua materna”, disse a coordenadora  complementando que foi uma ocasião ímpar em que os presentes puderam conhecer as 20 línguas indígenas que certamente ninguém conhecia ali.

 

A  Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) considerou 2019, o ano  internacional das línguas indígenas.  “Então não poderíamos ter iniciado nosso semestre de forma melhor”, concluiu.



Notícias da editoria