Diário da Serra

Vacinação contra aftosa segue até final do mês

Fabíola Tormes / Redação DS 08/05/2019 Rural

Cerca de 30 milhões de animais devem ser vacinados

Todo o rebanho deve ser vacinado

A primeira etapa de vacinação contra febre aftosa deste ano teve início na última semana e segue até o dia 31 de maio, em todo o estado. Nesta etapa, todo o rebanho bovino e bubalino, de mamando a caducando, exceto Pantanal, deve ser vacinado. 


De acordo com o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea), cerca de 30 milhões de animais devem ser vacinados nesta etapa, com novo regramento. Agora a nova vacina contra febre aftosa é de 2 ml para qualquer faixa etária de bovinos e bubalinos. “Tivemos algumas mudanças, principalmente na primeira dose da vacina, que eram 5ml e agora são 2ml. Com relação aos demais aspectos continua a mesma coisa”, alerta o médico veterinário do Indea de Tangará, Nelson Vicentin.


Após a imunização do rebanho, explica o responsável, o produtor deve fazer a declaração da vacinação e a contagem dos animais por idade e sexo, e apresentar ao Indea, junto com nota fiscal da compra das vacinas até o dia 10 de junho. “O produtor que não vacinar será autuado e aquele que não comunicar até o dia estabelecido tem sua ficha sanitária bloqueada”, complementa. A multa para quem deixar de vacinar o rebanho é de 1 UPF (Unidade Padrão de Fiscal) que, atualmente corresponde a R$ 140,19, por animal não vacinado. O produtor que atrasar a comunicação fica impossibilitado de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) por um período mínimo de 30 dias.


Brucelose – Nelson Vicentin alerta ainda que o produtor pode aproveitar o manejo do rebanho para vacinar as fêmeas, com idade entre 3 e 8 meses, contra brucelose. A primeira etapa da campanha contra Brucelose teve início em 1º de janeiro e vai até 30 de junho. A vacinação precisa ser feita uma única vez.

(Com informações Gilvan Melo – Serra FM)
 

Notícias da editoria