Diário da Serra

Tangará solicita novas doses de vacina contra gripe ao Estado

Fabíola Tormes / Redação DS 05/06/2019 Saúde

Doses recebidas foram todas praticamente usadas durante a Campanha, pois mais de 97% da população do grupo alvo foi imunizada

Saúde

Com o objetivo de atender um maior número de pessoas, além dos quase 23 mil integrantes dos grupos prioritários imunizados, a Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra solicitou ao Estado de Mato Grosso novas doses da vacina Influenza, que protege contra os três subtipos do vírus da gripe.


De acordo com a secretária de Saúde, Dienefer Jaqueline Feix, o município não tem sobra de vacina para abrir para toda a população. “No momento não recebemos mais doses para que a população geral seja atendida”, explica. “Porém, já fizemos uma solicitação para a Secretaria de Saúde para que novas doses sejam repassadas ao município (…) e recebendo essas doses, faremos a comunicação à população que tenha o interesse de vacinar”.


A solicitação, segundo a secretária, foi feita nesta semana, mas, até o momento, não há resposta de que mais doses da vacina serão repassadas. “Não temos a garantia que o Estado irá repassar essas doses, mas fizemos a solicitação, porque está tendo uma grande procura da população pela vacina”.


As doses recebidas anteriormente pelo Município foram todas praticamente usadas durante a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, pois mais de 97% da população do grupo alvo foi imunizada. “Esses dados são parciais, pois ainda temos Unidades de Saúde que precisam atualizar o sistema, mas em Tangará já temos essa meta superior a 97%, ou seja, mais de 22 mil pessoas vacinadas”, comemora a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Juliana Herrero, ao destacar que esta meta já é melhor que a alcançada em 2018. “Ano passado o município ainda participou da primeira prorrogação e este já não participou, porque já tinha atingido a meta, em alguns grupos até mais de 100%”. Do total imunizado (97,59%), os únicos que não ultrapassaram a meta foram as pessoas portadoras de doenças crônicas e outras categorias de risco clínico, que alcançaram 77,16% de cobertura vacinal e a população indígena, que alcançou 75,93%. Entretanto, os demais, alcançaram metas satisfatórias e até superiores, sendo crianças de seis meses a menores de seis anos com 91,57%, gestantes com 92,66%, professores com 97,34%, trabalhadores da saúde com 101,73%, idosos (a partir dos 60 anos) com 108,02% e puérperas com 113,41%. 


CASOS NOTIFICADOS - Somente neste ano, em Tangará, foram sete casos suspeitos da Síndrome Respiratória Aguda Grave, sendo cinco descartados e dois aguardando resultado. A vacina influenza (gripe) é a melhor e mais segura forma de se proteger contra a doença e suas complicações. 

Notícias da editoria