Diário da Serra

Feijão Masson uma Marca para tangaraenses

Fabíola Tormes / Redação DS 15/05/2019 Geral

A empresa Alimentos Masson atua no mercado de cereais há 47 anos

O Feijão Masson foi marca apontada como preferida

O feijão é fonte de vitaminas B1, B2, B3 e B9; rico em proteínas e minerais (potássio, ferro, fósforo, cálcio, cobre, zinco e magnésio) e lisina, aminoácido que contribui para o crescimento de crianças e adolescentes. Com cerca de 14 variedades – todas com grande valor nutricional – essa leguminosa faz parte do item básico na refeição do país, e indispensável na mesa dos tangaraenses, que o usa de diferentes e deliciosas maneiras.


Porém, apesar do produto ser utilizado em diferentes pratos, o que não muda é a preferência pelo Feijão Masson, marca apontada pelos tangaraenses como preferida neste segmento de mercado para suas refeições. “É a nossa tradição e qualidade que tem conquistado cada vez mais os consumidores”, credita o diretor da Alimentos Masson, Vander Masson, ao agradecer o reconhecimento.


A empresa atua no mercado de cereais há 47 anos, iniciando com a compra e venda de cereais (arroz, feijão, café, milho) no atacado e desde 1989 com empacotamento e distribuição do Feijão Masson. “A família desde 1972 trabalha no segmento de cereais e começou empacotando feijão e distribuindo em supermercados somente a partir de 1989. Até então era comercializado em atacado para outros estados, com cargas fechadas (…) mas o divisor de águas de feijão empacotado e colocado a disposição nos mercados e mercearias foi a partir de 1989”, relembra Vander Masson, ao destacar que, com o passar dos anos, outros produtos foram sendo agregados a marca. “Nossas marcas próprias são comercializadas em mais de 50 cidades do Estado de Mato Grosso, e algumas cidades nos Estados de Rondônia, Acre e Pará”.


Para o futuro, Vander Masson afirma que os projetos são de ampliação da planta industrial, localizada junto Rodovia MT 358, para atender necessidade interna, assim como para buscar maior eficiência produtiva para se manter competitiva no mercado e consequentemente, estar preparado para a abertura de novos mercados.

Notícias da editoria