Diário da Serra

Tangará e mais 18 municípios passam por auditoria do TCE

Assessoria TCE/MT 13/05/2019 Política

Os servidores terão 90 dias para prestar esclarecimentos

Foram identificados indícios de irregularidades

A folha de pagamento de dezenove unidades gestoras do Estado passou por um pente fino em uma auditoria coordenada realizada pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso em parceria com o Tribunal de Contas da União. Segundo o secretário-geral de controle externo do TCE, Vomar Bucco Júnior, essa auditoria é fundamental, uma vez que a folha de pagamento ocupa a maior parte do orçamento das unidades gestoras.


As unidades gestoras foram escolhidas conforme a materialidade, relevância e risco ligados a esse assunto. Participam dessa auditoria em Mato Grosso: as prefeituras de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop, Sorriso, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Colíder, Alto Araguaia, Tangará da Serra, Alta Floresta, Cáceres, Juara, Barra do Bugres, Barra do Garças, Pontes e Lacerda, Luciara e Diamantino e o Governo do Estado.


Na amostra definida, feita sobre a folha de pagamento de setembro de 2018 desses órgãos, foram identificados cerca de cinco mil indícios de irregularidades como, por exemplo, situações como pagamentos de pensão para maiores de 21 anos, para servidores e pensionistas já falecidos, acúmulo irregular de cargos, aposentadoria por invalidez, entre outros.


Os servidores dessas unidades gestoras terão 90 dias para prestar esclarecimentos.
 

Notícias da editoria