Diário da Serra

Alunos de escola serão remanejados amanhã

Rodrigo Soares / Redação DS 06/05/2019 Educação

Escola Maria Arlene Neves é alvo de decisão judicial

Escola está em situação precária

Os estudantes do Centro Municipal de Ensino Maria Arlene Neves serão remanejados a partir desta quarta-feira para quatro outras unidades. A mudança faz parte do cumprimento de uma decisão judicial de caráter emergencial, que determinou que a Secretaria Municipal de Educação (Semec) remanejasse os estudantes para unidade que apresente situação estrutural com condições de uso.


De acordo com o secretário de Educação, Gilmar Utzig, os alunos serão remanejados para as escolas Tânia Arantes, Luiz Simões Matias, Ayrton Sena e Sílvio Paternez. “Nos reunimos e pensamos na melhor forma de fazer essa reacomodação”, afirmou o secretário durante reunião realizada com os pais na noite desta segunda-feira, destacando que assim que recebeu a intimação, o Município imediatamente tomou as devidas medidas para cumprir a determinação da justiça.
Para a mãe Maria Aparecida Matias, as novidades  não agradaram. “Apesar do meu filho ir para uma unidade melhor, dificulta porque agora vamos ter que nos programar ainda mais para dar tempo de eu deixar ele na nova escola, que é mais longe da minha casa”, disse.


Conforme o Diário da Serra já veiculou em edições anteriores, o Ministério Público ingressou com uma Ação Civil Pública, denunciando a situação precária da Escola Maria Arlene Neves. De acordo com a denúncia, a escola não tem condições mínimas para dar seguimento nas atividades educacionais, apresentando até mesmo ratos, lacraias, baratos na localidade.


A unidade não possui nem mesmo alvará de funcionamento expedido pelo Corpo de Bombeiros. 


Foi verificado ainda que nos banheiros existem vários vasos sanitários entupidos, pinturas danificadas, além da ausência de um vaso no banheiro masculino, estando somente o cano exposto. No estabelecimento de ensino existem duas fossas sépticas; uma está cheia e a outra desativada, prestes a desabar, causando risco às crianças.

 

Servidores da escola não serão dispensados, garante Semec

Durante reunião realizada na noite desta segunda-feira, 06, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) garantiu que os profissionais que prestam serviços no Centro Municipal de Ensino Maria Arlene Neves não serão dispensados. “Ninguém vai ser mandado embora. Vamos alocar todo mundo onde precisamos e onde os alunos serão remanejados. Nenhum servidor será dispensado e nenhuma criança ficará sem sala de aula”, enfatizou o secretário de Educação, Gilmar Utzig.


Devidamente intimado e agora cumprinda a decisão judicial, ainda de acordo com o secretário, a partir de agora o Município irá responder o poder judiciário por meio da Procuradoria do Município, buscando assim encontrar uma solução viável para todos em relação ao problema.


Conforme o Diário da Serra veiculou ontem em primeira mão em sua versão online, os portões do Centro Municipal de Ensino Maria Arlene Neves em Tangará da Serra, amanheceram fechados nesta segunda-feira, 6. No local, continha um cartaz comunicação que ‘Não Haverá Aula Hoje’. Com isso, os alunos permanecem sem aula nesta terça-feira, 07 de maio, retornando as atividades normais amanhã, 08, já em outras unidades.



Notícias da editoria