Diário da Serra

Mais de 17,9 mil eleitores de Tangará da Serra terão títulos cancelados

Fabíola Tormes / Redação DS 29/04/2019 Política

Ao todo, 51.184 revisões com cadastro biométrico foram realizadas

Prazo obrigatório encerrou na última sexta 

A Justiça Eleitoral encerrou na última semana o trabalho de revisão do eleitorado com cadastramento biométrico em alguns municípios mato-grossenses, entre eles Tangará da Serra. No município, o cadastramento biométrico está sendo feito desde 2015, de forma ordinária, e há cinco meses de forma obrigatória. Inicialmente o prazo encerraria no dia 29 de março, porém foi prorrogado para 26 de abril. 


Nesse período, segundo o chefe do Cartório da 19ª Zona Eleitoral, Luis Gustavo Romko, foram feitos 51.184 revisões, faltando ainda de 24.168 eleitores. “Mas se considerarmos somente os eleitores aptos, que não estavam previamente cancelados por não votar e os suspensos por condenação criminal, são um total de 69.079 eleitores. Neste caso, considerando apenas os aptos, atingimos 74,09% do eleitorado”, explica Romko. 


“Faltariam apenas 17.995. Mas como temos 5.432 já cancelados e 841 suspensos, se considerados, faltam 24.168”, complementa, ao destacar que serão previamente cancelados 17.995 títulos, uma vez que os demais – 5.432 e 841 já estavam cancelados e suspensos, respectivamente. 


Porém, apesar de cancelados, esses eleitores podem procurar o Cartório Eleitoral até 7 de maio de 2020 para regularizar sua situação e poder votar para prefeito e vereadores. O horário de atendimento é das 7h30 às 13h30.
 

Notícias da editoria