Diário da Serra

Acusado de matar travesti é preso pela polícia e encaminhado para a Cadeia de Campo Novo

Portal Campo Novo 19/04/2019 Polícia
Polícia

Um homem identificado pelas iniciais A.L.M., 41 anos, conhecido como “Loro” foi preso na quarta-feira (17) no bairro Jardim Ipê, em Sapezal. O suspeito é acusado de matar Jeferson da Fonseca, a “Juliane” ou “Juju”, em um bar no Centro da cidade.

 

De acordo com a Polícia Judiciária Civil, o crime ocorreu no dia 11 de abril, após uma discussão entre o suspeito e vítima, vindo o suspeito desferir duas facadas contra a vítima.

 

Na ocasião, a vítima saiu correndo para o interior do estabelecimento, mas foi alcançada pelo suspeito que concluiu a execução com mais uma facada. A vítima foi atingida no pescoço e em outras partes do corpo, não resistindo aos ferimentos e morrendo no local.

 

Conforme o delegado Valmon Pereira da Silva, o crime ganhou repercussão na cidade em razão de ter sido supostamente praticado por questões homofóbicas.

 

“Ainda serão ouvidas outras testemunhas para confirmar se essa foi realmente a motivação”, disse.

 

O suspeito foi encaminhado à Cadeia Pública de Campo Novo dos Parecis, onde permanecerá à disposição da justiça. Ele responderá por homicídio qualificado, tendo pena até 30 anos de reclusão.

 

Durante checagem, os policiais encontraram um mandado de prisão contra Loro expedido pela Justiça do Maranhão.

 

Nesse caso, ele é investigado por um estupro ocorrido em 2009.

 

Ainda será confirmado na comarca de origem a validade dessa ordem judicial.

Notícias da editoria