Diário da Serra

Alunos do IFMT entregam bombons e abraços a professores e servidores

Lucélia Andrade/Redação DS 15/03/2019 Geral

“Se algo como em Suzano acontecesse aqui, temos a certeza que fariam o mesmo para nos proteger”.

Geral

Alunos do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) campus de Tangará da Serra sensibilizados com a tragédia de Suzano (SP), decidiram homenagear de forma carinhosa e reconhecer a segurança repassada pelos servidores do local.

 

O diretor do IFMT, Gilcelio Peres, publicou em sua página a ação dos alunos. Ele disse que foi deixado um bilhete junto com um bombom na sala dos professores, que falava sobre o massacre e a atuação dos professores e demais servidores de Suzano, que não mediram esforços para proteger seus alunos.

 

‘Com o infeliz massacre, uma garota percebeu que os professores ajudaram muito a evitar coisas piores, seguraram portas, deram instruções para os alunos se esconderem. Então como agradecimento para vocês que estão sempre aqui conosco no nosso dia a dia, nos ajudando a crescer...um bombonzinho’, diz o bilhete deixado na mesa dos professores.

Além disso, alguns alunos saíram pelos corredores abordando servidores e dizendo que se algo parecido a tragédia de Suzano acontecesse aqui, teriam a certeza que fariam o mesmo para os proteger. “Davam abraços e nos agradeciam. Gestos simples que falam muito e tocam a alma da gente”, afirmou o diretor do campus.

 

TRAGÉDIA EM SUZANO - Os dois atiradores chegaram à escola Raul Batista,  por volta das 9h30 da manhã de quarta-feira, 13, durante o intervalo de aulas, e atiraram contra funcionários e estudantes. Cinco crianças e um funcionário morreram no local. No total,  dez pessoas ficaram feridas e dez morreram, incluindo os dois atiradores.  Os autores do crime são Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, ex-alunos.  Guilherme Henrique estudou no colégio até o ano passado.

Notícias da editoria