Diário da Serra

Bastidores da Política

Redação DS 16/01/2019 Bastidores da Politica
Bastidores da Política

Estacionamento

As discussões em torno da implantação do estacionamento no canteiro central da Avenida Brasil continua nas redes sociais. Em uma dessas, o chefe do Executivo tentou se explicar, mas levou uma enxurrada de críticas negativas.


Opiniões

“Quero ver de quem vai ser a culpa, quando um idoso, uma criança ou alguém for atropelado na Avenida ou alguém tiver a porta de seu carro arrancada”, critica um empresário, acompanhado por outros, no mesmo tom de insatisfação.


Sem discussão

“Não adianta ficarmos discutindo! Isso já foi decidido por poucos e pronto! Moro aqui a 35 anos, sempre foi assim. Quem decidiu pela mudança, vai implantar e pronto! Nós que somos contra, podemos esquecer”, complementa outro.


Experimental

O que está causando estranheza é o fato do Executivo garantir que a implantação é experimental, em somente três quadras, mas demarcar toda a avenida. Quem irá fiscalizar a via para que os motoristas não estacionem nas quadras que ficaram fora do experimento?


Unemat

Chega ao fim o impasse do nome da Unemat que se estendia desde 2016. Os deputados derrubaram o veto do ex-governador, publicado em abril de 2018, que rejeitava a alteração do nome da instituição, que a partir de agora se chamará Carlos Alberto Reys Maldonado.


Verba indenizatória

O governador Mauro Mendes sancionou a Lei que permite os deputados estaduais devolverem integralmente ou parte da verba indenizatória de R$65 mil, que recebem mensalmente, além do salário de R$25 mil. Porém, a Lei foi criticada pelo deputado eleito Ulysses Moraes, que inclusive, utilizou a redução do valor como bandeira em sua campanha. O parlamentar justificou que é contra, pois o recurso será destinado para assistencialismo. Com a nova regra, os deputados poderão renunciar a parte ou a totalidade da verba indenizatória, cujo montante será destinado à Sala da Mulher.

Notícias da editoria