Diário da Serra

Entrada de Hospital de Cuiabá é restringida

Olhar Direto 01/01/2019 Saúde

Os equipamentos estão devidamente higienizados e prontos para uso

Os equipamentos são de alto custo; segurança foi reforçada

A Secretaria Municipal de Saúde restringiu a entrada e circulação de pessoas no Hospital Municipal de Cuiabá, Dr. Leony Palma de Carvalho (maior complexo hospitalar de Mato Grosso, que também abrigará o novo Pronto Socorro da capital), para proteger os equipamentos instalados no local.


Segundo explicou o secretário de Saúde do Município, Luiz Antônio Possas de Carvalho a restrição é necessária para resguardar os equipamentos instalados que já estão devidamente higienizados e prontos para serem usados em pacientes.


Conforme apresentado pelo prefeito Emanuel Pinheiro na última sexta-feira (28), durante cerimônia de inauguração, por se tratar de equipamentos de última geração e de alto custo, a prefeitura firmou um Termo de Cooperação Técnica com a Polícia Militar para que a segurança do local seja feita até que o município consiga reverter a decisão judicial, da juíza Célia Vidotti, que impede o funcionamento imediato do novo hospital.


“O HMC é a realização de um sonho meu e de todos os mato-grossenses que buscam atendimentos em Saúde na nossa capital dos 300 anos. Então, embora seja  natural que muitas pessoas queiram conferir de perto a realização deste sonho, além do risco de contaminação é preciso ressaltar que ele foi equipado com aparelhos e instrumentos de última geração e de alto custo e nós precisamos proteger esse patrimônio que representa a virada de página da Saúde no Estado. Por esta razão, firmamos um compromisso com a Polícia Militar e, até que o HMC entre em pleno funcionamento, uma vez que estamos atendendo uma determinação judicial que infelizmente nos impede de acolher o público imediatamente, apenas pessoas que trabalham no local estarão autorizadas a entrar. Dentre elas, estão  os policiais que fazem a guarda e segurança desse sonho que se tornou real para todos nós cuiabanos e mato-grossense”, concluiu o prefeito.

 

Notícias da editoria