Diário da Serra

Curtas

Redação DS 16/12/2018 Curtas
Curtas

Comércio fica aberto até às 21 horas, a partir de hoje

Quem esperou esse final de semana para sair às compras se deu bem. Com clima bastante agradável, com direito a uma leve chuva no final da tarde que fez os termômetros caírem um pouquinho, as ruas ficaram tomadas. O movimento pelas lojas foi intenso e agradou lojistas que se disseram confiantes. Embora o ano se inicie com a posse de um novo presidente, empresários dizem que população está gastando bem. "Temos visto uma leve alta nas vendas, nada muito expressivo, mas que dá para notar. Embora seja um ano novo de incertezas, esse ano as pessoas parecem que resgataram o hábito de presentear e tem vindo comprar", disse Alexandre Gama proprietário de uma loja de acessórios. Para continuar facilitando a vida dos tangaraenses e de visitantes da região, o comércio continua nesta semana atendendo em horário especial. A partir de hoje, 17,  até o dia 21, o horário será das 08 às 21 horas.


Biometria

A Justiça Eleitoral, por meio do Cartório da 19ª Zona Eleitoral de Tangará da Serra, iniciou desde a última segunda-feira, dia 03 de dezembro, e continua até o dia 29 de março o recadastramento biométrico. Interessados devem procurar a Câmara Municipal ou o Centro Cultural. É uma convocação obrigatória, todos os eleitores têm que comparecer.


Dívidas em atraso

De acordo com levantamento de dados do indicador do SPC Brasil e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o número de dívidas em atraso de moradores de Mato Grosso caiu 7,87%, em relação a novembro de 2017. O dado ficou abaixo da média da região Centro-Oeste (6,82%) e abaixo da média nacional (4,77%).


Inadimplência cai

Como em novembro de 2017 a variação no estado foi de 1,02%, houve desaceleração anual do indicador. Conforme os dados, na passagem de outubro para novembro o número de dívidas dos mato-grossenses caiu 2,19%. Na região Centro-Oeste, a variação foi de 0,11%, sendo que o setor com alta anual mais expressiva foi de Comunicação (1,08%).

Notícias da editoria