Assistência Social abre inscrições para três cursos do Senac em Nova Olímpia

Click Nova Olímpia 10/10/2018 Geral

Os interessados devem procurar o Centro de Referência de Assistência Social-CRAS

Geral

Mais uma oportunidade para quem quer se qualificar. A secretaria de Assistência Social em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial-SENAC, por meio do Programa Senac de Gratuidade-PSG abriu nesta terça-feira (09) as inscrições para os cursos gratuitos de Gestor de Vendas, Qualidade no Atendimento ao Cliente e Noções Básicas de Rotinas Administrativas.


Os interessados devem procurar o Centro de Referência de Assistência Social-CRAS, situado próximo a Praça Padre Cícero até o dia 26 deste mês.  São oferecidas 25 vagas para cada curso.

 

CURSOS
GESTOR DE VENDAS
Carga horária: 44 horas/aulas
Número de vagas: 25
Requisitos de acesso: Ter no mínimo 18 anos e Ensino Médio Completo.

 

QUALIDADE NO ATENDIMENTO AO CLIENTE 
Carga horária: 40 horas/aulas
Número de vagas: 25
Requisitos de acesso: Ter no mínimo 15 anos e Ensino Médio Incompleto

 

NOÇÕES BÁSICAS DE ROTINAS ADMINISTRATIVAS
Carga horária: 40 horas/aulas
Número de vagas: 25
Requisitos de acesso: ter no mínimo 16 anos e Ensino Médio Incompleto

 

INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS
- O interessado deve apresentar no ato da Inscrição cópias dos documentos pessoais (CPF e RG) e Comprovantes de Residência (atualizado) e de Escolaridade.
- Para os Cursos de Aperfeiçoamento, o candidato deverá comprovar Experiência na Área (Curso de Gestor de Vendas e o de Qualidade no Atendimento ao Cliente) através de Declaração da Empresa ou CTPS assinada ou ainda Auto declaração (feita a próprio punho) dizendo que possui experiência. 
Para candidatos menores de idade, apresentar também a cópia do RG e CPF do pai, mãe ou responsável que deverá assinar junto com o menor. 
- Todos deverão preencher e assinar Auto declaração de baixa renda.
Mais informações podem ser obtidas no CRAS, ao lado da Praça Padre Cícero.

 

PROGRAMA DE GRATUIDADE
O Programa Senac de Gratuidade-PSG foi pensado como um instrumento de inclusão produtiva para brasileiros oriundos de família de baixa renda e tem por objetivo garantir o acesso à educação profissional de qualidade para pessoas cuja renda familiar mensal per capta não ultrapasse dois salários mínimos por pessoa.

Notícias da editoria